15 de out de 2010

Dia dos Professores

Parabéns pra mim! Dia de ganhar presentes!!!
Eu já ganhei muitos presentes inusitados dos alunos durante meu tempo de magistério e decidi compartilhas alguns desses momentos com vocês:

Uma colega de trabalho, que fazia peixes maravilhosos, me trouxe um peixe assado pra comer no almoço. Ela era tia de um aluno meu, então ele ficou sabendo do caso. Passado um tempo ele me trouxe de presente um monte de peixe que havia pescado com o pai. O problema foi levar eles pra casa sem feder, porque moro em uma cidade e dou aula em outra. Então decidi deixar na escola e levei isopor no outro dia pra trazê-los. Mas foi tanto peixe, que cheguei a distribuir uns para a minha família... kkkkkkkkkkkk

___________________________________________
Entretanto, outro presente mais inusitado que peixe foi outro que ganhei...
Eu havia tirado licença porque tive sinusite devido a uma gripe forte e também por rouquidão, ficando uma semana sem ir trabalhar, fiquei muito mal.


Quando eu voltei, meus alunos me questionaram qual tinha sido meu problema, que estavam com saudades; então expliquei pra eles que pelo fato de estar com a imunidade baixa, uma doença simples havia se agravado e, como todo professor oportunista, aproveitei pra dizer da importância de se alimentar bem e por aí vai.


No dia seguinte, meu aluno me deu meia dúzia de ovos de pata, e disse que era bom pra fazer gemadas fortificantes, pra eu ficar mais forte e não adoecer novamente... kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

________________________________________
Mas um dos que mais me marcaram foi o dia que ganhei o presente que lhes contarei a seguir:
Uns dias antes do dia dos professores, uma aluna me deu um kit de sabonetes da Natura, da linha de maracujá, agradeci a aluna, dei beijos e também fiz um bilhetinho no caderno dela agradecendo a mãe pela atenção e sempre usando do meu bordão que “o mais importante não é o presente, mas sim o respeito e o carinho”.


No dia seguinte eles me deram uma festa “surpresa” e então veio um aluno meu, um dos mais humildes que eu tinha na sala com um embrulhinho bem feitinho pra me dar, quando eu abri, era um sabonete Lux de pétalas de rosas. Deu um mega abração nele, mandei um bilhete pra mãe agradecendo, mas a mãe me respondeu dizendo que não sabia de nada da atitude dele de me dar o presente...


De certa forma foi muito engraçado, comentei com as amigas de trabalho e rimos juntas, achei encantador o que ele fez, porque tinha algo além daquele presente, porque pro meu aluno eu era muito importante; ele prestou atenção em mim, viu o q eu gostava e tentou me agradar da melhor forma que ele pode, gastando o dinheirinho que mal ele tinha pra me comprar um presente.


Mas vou confessar uma coisa, até hoje eu tenho guardado o sabonete q ele me deu com o embrulhinho feito com tanto carinho, não porque eu não use sabonete Lux, porque eu já usei, mas pra guardar aquilo pra sempre comigo.


Muitos dizem que ser professor não é fácil, que você tem que ter paciência e ainda é mal pago, mas eu não ligo pra isso.


Amo minha profissão, dou o meu melhor e não me vejo trabalhando em outra coisa. Durmo todo dia tranquila com o prazer de dever cumprido sempre quando eu enxergo nos olhos dos meus alunos que atingimos nosso objetivo, o meu de ensinar e deles o de aprender.


Como todo professor que ama o que faz, eu acredito na educação, acho que ela é a única fonte pra mudança real de uma sociedade. Amo os meus alunos e eles sabem disso porque eu digo isso o tempo todo pra eles e não tenho vergonha de dizer.


Pra mim, feliz é aquele que tem a capacidade de transformar a ignorância em saber. E isso eu consigo fazer bem e com êxito.


Parabéns a todos os professores, que assim como eu, trabalha pra realmente fazer a diferença!

30 de ago de 2010

O amor é lindo! (piadoca)

UM CASAL DE VELHINHOS ESTÁ  DEITADO NA CAMA.
A ESPOSA NÃO ESTÁ SATISFEITA  COM A DISTÂNCIA QUE HÁ ENTRE ELES.
ELA  LEMBRA:
- QUANDO ÉRAMOS JOVENS, VOCÊ COSTUMAVA  SEGURAR A MINHA MÃO NA CAMA.
ELE HESITA E,  DEPOIS DE UM BREVE MOMENTO, ESTICA O
BRAÇO E SEGURA A MÃO DELA.
ELA NÃO SE DÁ POR SATISFEITA..
- QUANDO ÉRAMOS JOVENS, VOCÊ COSTUMAVA FICAR  BEM PERTINHO DE MIM.
UMA HESITAÇÃO MAIS PROLONGADA AGORA E, FINALMENTE,  RESMUNGANDO UM POUCO,
ELE VIRA O CORPO  COM DIFICULDADE E SE ACONCHEGA PERTO DELA DA MELHOR MANEIRA POSSÍVEL.
ELA AINDA  INSATISFEITA:
- QUANDO ÉRAMOS JOVENS, VOCÊ  COSTUMAVA MORDER MINHA ORELHA....
ELE DÁ UM LONGO SUSPIRO, JOGA A COBERTA DE  LADO E SAI DA CAMA.
ELA SE SENTE OFENDIDA E  GRITA:
- AONDE VOCÊ VAI????????????????
- BUSCAR A DENTADURA, VÉIA CHATA  !!!

16 de jun de 2010

Postagem 100

Uhuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu \o/

Parabéns pra mim e meu blog com a 100ª postagem!

Pra comemorar, uma historinha que li e adorei:

"Havia certa vez um homem navegando com seu balão, por um lugar desconhecido. Ele estava completamente perdido, e qual grande foi sua surpresa quando encontrou uma pessoa... Ao reduzir um pouco a altitude do balão, em uma distância de 10m aproximadamente, ele gritou para a pessoa:


- Hei, você aí­, aonde eu estou? E então a jovem respondeu:


- Você está num balão a 10 m de altura!


Então o homem fez outra pergunta:


- Você é professora, não é?


A moça respondeu:


- Sim...puxa! Como o senhor adivinhou?


E o homem:


- É simples, Você me deu uma resposta tecnicamente correta, mas que não me serve para nada...


Então a professora pergunta:


- O senhor é secretário da educação, não é?


E o homem:


- Sou...Como você adivinhou???

 
E a Professora:


- Simples: o senhor está completamente perdido, não sabe fazer nada e ainda quer colocar a culpa no professor. "

Como diria uns alunos meus: Péééééééu! Voltz! Tomou!!!

10 de jun de 2010

Piadinha pra quebrar o gelo de tempos!

Na favela dois homens entram num barraco arrastando um cara pelos braços. Lá dentro, o Djalmão, um negão enorme e suarento limpa as unhas com um facão.
- Djalmão, o chefe mandou você comer o fiofó desse cara aqui, que é para ele aprender a não se meter a valente com o nosso pessoal.

- Pode deixar ele aí no cantinho que eu vou cuida dele já já.

Quando o pessoal sai o rapaz diz:

- Ô seu Djalmão, faz isso comigo não, depois de enrabado minha vida vai acabar, tem piedade pelo amor de Deus!!

- Cala a boca e fica quieto aí no seu canto que eu já te pego.

Pouco depois mais dois homens arrastando outro cara:

- Esse ai o chefe mandou você cortar as duas mãos e furar os olhos que é para ele aprender a não tocar no dinheiro da boca.

- Deixa ele aí que eu já resolvo.

Daí a pouco chega outro pobre coitado:

- Djalmão, esse o chefe quer que você corte o pinto e a língua para ele não se meter com mais nenhuma mulher da favela!

- Já resolvo isso. Bota ele ali no cantinho junto com os outros.

Mais alguns minutos entra outro:

- Aí Djalmão, esse aí é pra você cortar em pedacinhos e mandar cada pedaço pra família dele.

Nisso o primeiro rapaz diz em voz baixinha, baixinha:

- Seu Djalmão, por favor, com todo respeito, só pro senhor não se confundir:

- O cara do fiofó sou eu, tá?



MORAL DA HISTÓRIA: 'Conforme a gente vai conhecendo os problemas dos outros,


percebe que o nosso nem é assim tão grande'.

23 de mai de 2010

Justificando

Aconteceram tantas coisas boas comigo ultimamente que nem tive tempo de estar atualizando o blog.

Retorno ao trabalho, dando um rumo e definição pra tudo, vivendo momentos de paz e tranquilidade que a muitos anos eu não tinha, que acabei esquecendo disso aqui.

Mas não esqueci do meu bloguinho e nem vou desitir, afinal sempre quis tê-lo e este aqui, apesar da falta de atualização, é meu e não abro mão!!!

Estarei postando um resumão dos acontecimentos daqui a uma semana, só estou recolhendo o material.

Beijos pra todos! Amo vcs!

P.S.: Hoje é aniversário da Catharina, minha sobrinha!!! A tia te ama! Felicidades!!!

3 de fev de 2010

Aprenda a pedir socorro.

Crônica do Veríssimo: 


Eu tenho o sono muito leve, e numa noite dessas notei que havia alguém andando sorrateiramente no quintal de casa. Levantei em silêncio e fiquei acompanhando os leves ruídos que vinham lá de fora, até ver uma silhueta passando pela janela do banheiro. Como minha casa era muito segura, com grades nas janelas e trancas internas nas portas, não fiquei muito preocupado, mas era claro que eu não ia deixar um ladrão ali, espiando tranqüilamente.

Liguei baixinho para a polícia informei a situação e o meu endereço.


Perguntaram-me se o ladrão estava armado ou se já estava no interior da casa. Esclareci que não e disseram-me que não havia nenhuma viatura por perto para ajusar, mas que iriam mandar alguém assim que fosse possível.


Um minuto depois liguei de novo e disse com a voz calma:  


- Oi, eu liguei há pouco porque tinha alguém no meu quintal.  Não precisa mais ter pressa.  Eu já matei o ladrão com um tiro da escopeta calibre 12, que tenho guardado em casa para estas situações. O tiro fez um estrago danado no cara!


Passados menos de três minutos, estavam na minha rua cinco carros da polícia, um helicóptero, uma unidade do resgate, uma equipe de tv e a turma dos direitos humanos, que não perderiam isso por nada neste mundo.



Eles prenderam o ladrão em flagrante, que ficava olhando tudo com cara de assombrado. No meio do tumulto, um tenente se aproximou de mim e disse:  
- Pensei que tivesse dito que tinha matado o ladrão.
 

Eu respondi:  
-  Pensei que tivesse dito que não havia ninguém disponível.

29 de jan de 2010

Aulinha gratis!!!

Recebi por e-mail, achei legal e decidi postar


SABE O QUE É UM PALÍNDROMO?

NÃO?!
Um palíndromo é uma palavra ou um número que se lê da mesma maneira nos dois sentidos, normalmente, da esquerda para a direita e ao  contrário.

Exemplos:
OVO, OSSO, RADAR.
O  mesmo se aplica às frases, embora a coincidência seja tanto mais difícil de conseguir quanto maior a frase; é o caso do conhecido:
 
SOCORRAM-ME, SUBI NO ONIBUS EM MARROCOS.

Diante do interesse pelo assunto (confesse, já leu a frase ao contrário), tomei a liberdade de selecionar alguns dos melhores palíndromos da  língua de Camões... Se souber de algum, acrescente e passe adiante.

ANOTARAM A DATA DA MARATONA

ASSIM A AIA IA A MISSA

A DIVA EM ARGEL ALEGRA-ME A VIDA


A DROGA DA GORDA

A MALA NADA NA LAMA

A TORRE DA DERROTA

O CÉU SUECO


O GALO AMA O LAGO

O LOBO AMA O BOLO

O ROMANO ACATA AMORES A DAMAS AMADAS E ROMA ATACA O NAMORO

RIR, O BREVE VERBO RIR

A CARA RAJADA DA JARARACA

SAIRAM O TIO E OITO MARIAS

ZÉ DE LIMA RUA LAURA MIL E DEZ

--------------------------------------------
 
SABE O QUE É TAUTOLOGIA?
 
É o termo usado para definir um dos vícios de linguagem.
Consiste na repetição de uma idéia, de maneira viciada, com palavras diferentes, mas com o mesmo sentido.
O exemplo clássico é o famoso 'subir para cima' ou o 'descer para baixo'.
Mas há outros, como pode ver na lista a seguir:
- elo de ligação
- acabamento final
- certeza absoluta
- quantia exacta
- nos dias 8, 9 e 10, inclusive
- juntamente com
- expressamente proibido
- em duas metades iguais
- sintomas indicativos
- há anos atrás
- vereador da cidade
- outra alternativa
- detalhes minuciosos
- a razão é porque
- anexo junto à carta
- de sua livre escolha
- superávit positivo
- todos foram unânimes
- conviver junto
- facto real
- encarar de frente
- multidão de pessoas
- amanhecer o dia
- criação nova
- retornar de novo
- empréstimo temporário
- surpresa inesperada
- escolha opcional
- planear antecipadamente
- abertura inaugural
- continua a permanecer
- a última versão definitiva
- possivelmente poderá ocorrer
- comparecer em pessoa
- gritar bem alto
- propriedade característica
- demasiadamente excessivo
- a seu critério pessoal
- exceder em muito


Note que todas essas repetições são dispensáveis.

Por exemplo, 'surpresa inesperada'.

Fique atento às expressões que utiliza no seu dia-a-dia e faça bom uso de nossa língua!